Subscritores do Manifesto

 

LISTA DE SUBSCRITORES DA PLATAFORMA CÍVICA

  1. ALFREDO CARREIRO MELO DE CARVALHO, Director Geral de Educação Física e dos Desportos (1974-1976), Inspector Geral de Educação, aposentado.
  2. ÁLVARO FARIA, Actor e Escritor.
  3. ÁLVARO GASPAR, Contra Almirante, aposentado (faleceu em 20.3.2020).
  4. ÁLVARO MANUEL BALSEIRO AMARO, Professor, Presidente da Câmara Municipal de Palmela.
  5. ANA BOLOTA, Jurista.
  6. ANA CRISTINA RAMOS, Enfermeira Especialista em Saúde materna e Obstétrica.
  7. ANA MESQUITA, Matemática, Professora Universitária.
  8. ANITA VILAR, Médica Psiquiatra, ex-Directora do Departamento de Psiquiatria do Hospital de São Bernardo, em Setúbal e ex-Presidente da Mesa da Assembleia Geral do Conselho Sub Regional de Setúbal da Ordem dos Médicos.
  9. ANDRÉ CARMO – Geógrafo e Professor no Ensino Superior.
  10. ANTÓNIO MODESTO NAVARRO, Escritor.
  11. ANTÓNIO FONSECA FERREIRA, Engenheiro Civil Urbanista;
  12. Professor Universitário no ISCTE (1976-1996) e na Universidade Atlântica (1999- 2012);
  13. Presidente da CCDR LVT, Comissão de Coordenação da Região de Lisboa e Vale do Tejo;
  14. Presidente das Empresas Arco Ribeirinho Sul e da Baía do Tejo entre 2010 e 2012 (Faleceu em 2019).
  15. ANTÓNIO GARCIA PEREIRA, Advogado e membro da Sociedade de Advogados Garcia Pereira e Associados.
  16. ANTÓNIO VASSALO, Oficial de Tráfego Aéreo Técnico de Circulação Aérea, aposentado.
  17. ARMANDO CÓ BRAZ, Comandante de Linha Aérea, Advogado e pós-Graduado em Direito Aéreo e Espacial, aposentado.
  18. ARMÉNIO CARLOS, Operário Electricista, Secretário-geral da Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses Intersindical Nacional.
  19. ARNALDO FERNANDES, Jurista, Administrador da página “Viver Alcochete – Terra de Encantos e Emoções”.
  20. AUGUSTO CUNHA, Engenheiro Civil Sénior.
  21. AUGUSTO SOUSA, Psicólogo, Cooperativista.
  22. BENTO BRÁZIO ROMEIRO, Presidente da associação Humanitária dos Bombeiros Mistos do Seixal.
  23. BRUNO CARVALHO, Jornalista.
  24. CARLA MARINA SANTOS, Presidente da Direcção da Cooperativa Cultural Popular Barreirense.
  25. CARLOS BRÁS, Major General da Força Aérea Portuguesa, Engenheiro de Aeródromos, aposentado.
  26. CARLOS CAÇOETE, Primeiro Secretário da Assembleia Municipal de Palmela.
  27. CARLOS CURTO, Actor e Encenador do TAS, Teatro de Animação de Setúbal.
  28. CARLOS FERNANDES MOREIRA, Presidente da Direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Barreiro, Corpo de Salvação Pública.
  29. CARLOS JORGE ANTUNES DE ALMEIDA, Vereador eleito pela CDU ma Câmara Municipal do Montijo.
  30. CARLOS MATIAS RAMOS, Engenheiro, Presidente do LNEC-Laboratório Nacional de Engenharia Civil (2005-2010) e Bastonário da Ordem dos Engenheiros Portugueses (2010-2016).
  31. CARLOS SANTOS, Presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros da Moita.
  32. CECÍLIA DE SOUSA, Presidente da Junta de Freguesia da União das Freguesias de Poceirão e Marateca
  33. DEMÉTRIO ALVES, Licenciado em Engenharia Química e Tecnológica, Mestre em Planeamento e Gestão do Território, Presidente da Câmara Municipal de Loures (1990-1999) e primeiro-secretário metropolitano (2014-2017).
  34. DUARTE CALDEIRA, Presidente do Conselho Directivo do Centro de Estudos e Intervenção em Protecção Civil, anterior Presidente da Liga de Bombeiros Portugueses e anterior Presidente da Escola de Bombeiros.
  35. EDITE FERREIRA, Licenciada em Ciências Farmacêuticas pela Faculdade Farmácia Universidade de Lisboa
  36. EDUARDO MANUEL DOS REIS VIEIRA, Técnico de Manutenção de Aeronaves e membro do Comité Central do PCP.
  37. EDUARDO TEIXEIRA, Optometrista, ex-Presidente Imediato da Academia Europeia de Optometria e ótica (EAOO), Membro Fundador da EAOO, Assistente convidado da Universidade da Beira Interior e Membro do Centro Clínico e Experimental de Ciências da Visão da UBI.
  38. FERNANDO CARVALHO RODRIGUES, Professor catedrático do Instituto Superior Técnico e do Laboratório Nacional de Engenharia e Tecnologia Industrial em 1984. Director da Faculdade de Tecnologia da Universidade Independente, em 1985, em Lisboa. Responsável máximo pelo consórcio PoSAT que construiu e lançou o primeiro satélite português, a 26 de Setembro de 1993.
  39. FERNANDO JORGE CAMACHO FAGUNDES, Advogado aposentado. Vereador, eleito pelo Partido Socialista, na Câmara Municipal do Barreiro (1976-1979). Membro da Assembleia Municipal do Barreiro (1994-1997) e deputado da Assembleia Metropolitana de Lisboa (1994-1997) em representação da AM do Barreiro.
  40. FLORIVAL LANÇA, Membro do Conselho Nacional e da Comissão Executiva da CGTP-IN (1993-2008), membro do Conselho de Administração do IEFP, Instituto de Emprego e Formação Profissional (2000-2004), membro do Conselho Económico e Social (1997-2000),Secretário-geral Adjunto da Comunidade Sindical dos PALOP, membro do Comité Executivo da CES, Confederação Europeia de Sindicatos (1994-2008), membro do Comité Económico e Social Europeu (2008-2010), autor dos livros: “A Inter Nacional”, “O Mato Mata”, “Marvão e Ammaia o Paraíso Perdido”e “As Pontes do Rio Lethes”.
  41. FRANCISCO MANUEL FIRMINO DE JESUS, Presidente da Câmara Municipal de Sesimbra.
  42. HUGO MIGUEL PEREIRA CASTILHO, arquitecto.
  43. HUMBERTO CASSIANO DA SILVA PEREIRINHA, Piloto na TAP e Estudante Finalista da Licenciatura de Gestão Aeronáutica.
  44. JAIME VALADARES, Controlador de Tráfego Aéreo, Piloto e ex-Director de navegação érea da ANA EP, ex-Chefe de Divisão no Eurocontrol e ex-Consultor da ANA SA em gestão de tráfego aéreo nos aeroportos e planeamento aeroportuário, lado ar.
  45. JOÃO ROMBA, Presidente da Marinha do Tejo.
  46. JOANA MANUEL, Actriz e Cantora.
  47. JOÃO CAMILO, Médico.
  48. JOÃO MANUEL IVO DA SILVA, Coronel da Força Aérea Portuguesa, Gestor de Aeroportos, aposentado.
  49. JOÃO MANUEL DE JESUS LOBO, Presidente da Assembleia Municipal da Moita. ex-Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Alhos Vedros e membro do Conselho de Administração da AMARSUL, por indicação dos municípios.
  50. JOÃO MANUEL VASQUES MIGUEL, Licenciado em Sociologia Presidente da Junta de Freguesia da Moita Coordenador Distrital de Setúbal da ANAFRE (Associação Nacional de Freguesias).
  51. JOÃO MONGE, Poeta, Letrista e Compositor.
  52. JOAQUIM CORREIA, Membro do Conselho Nacional do Partido Ecologista “Os Verdes”.
  53. JOAQUIM JUDAS, Presidente da Câmara Municipal de Almada (2013-2017) e Presidente da Assembleia Municipal de Almada (2005-2009 e 2009-2013)
  54. JOAQUIM SANTOS, Presidente da Câmara Municipal do Seixal.
  55. JOSÉ FELICIANO COSTA, Professor, coordenador do SPGL, Sindicato dos Professores da Grande Lisboa.
  56. JOSÉ LUÍS ALFÉLUA, Vereador, eleito pela CDU, na Câmara Municipal de Alcochete.
  57. JOSÉ MARQUES AFONSO, Veterano da Força Aérea Portuguesa.
  58. JOSÉ MANUEL OLIVEIRA, Coordenador da Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações.
  59. JOSÉ SANTA-BÁRBARA, Designer e Artista Plástico.
  60. LIBÉRIO DOMINGUES, Operário Industrial e Coordenador da União dos Sindicatos de Lisboa, CGTP-IN.
  61. LUÍS CHUCHA, Oficial da Força Aérea Portuguesa, aposentado.
  62. LUÍS LEITÃO, Coordenador da União dos Sindicatos de Setúbal e membro da Comissão Executiva da CGTP-IN.
  63. LUÍS MANUEL ANTUNES, Coronel Piloto Aviador, aposentado.
  64. LUIS MIGUEL FRANCO, Presidente da Câmara Municipal de Alcochete (2005-2017).
  65. LUÍS TODO BOM, Engenheiro Químico pelo IST e Presidente do Conselho de Administração da Multibel.
  66. MANUEL GRAÚDO, Presidente da Junta de Freguesia de Alhos Vedros (faleceu em 15.3.2020).
  67. MÁRCIA CALAFATE, Economista, Pós-Graduada em Contabilidade e Fiscalidade pelo ISEG.
  68. MARIA FERNANDA ARAÚJO, Professora do Ensino Básico e Secundário.
  69. MARIA DE FÁTIMA FERNANDES TEIXEIRA RODRIGUES VIVIAN, Especialista em Planeamento e Gestão Aeroportuária.
  70. MARIA ISABEL PAROLA FLÓRIO, Professora  de Filosofia no ensino secundário, aposentada.
  71. MARIA LUÍSA MONTEIRO RAMOS, Oficial de Tráfego Aéreo da Aviação Civil, aposentada, TAP Air Portugal.
  72. MARTA LEANDRO, Licenciada em Relações Internacionais, activista ambiental e pelos Direitos Humanos.
  73. MIGUEL SANTOS PEREIRA, Advogado.
  74. NUNO MIGUEL FIALHO CAVACO, Presidente da União de Freguesias da Baixa da Banheira e Vale da Amoreira.
  75. NUNO SANTA CLARA GOMES, Coronel, aposentado, Militar de Abril, ex-Vereador, independente, da Câmara Municipal do Barreiro, eleito nas listas do Partido Socialista.
  76. PAULO ANDRÉ, Médico.
  77. PEDRO ALBERTO ANDRADE CANÁRIO, Presidente da Câmara Municipal do Barreiro (1990-2001) e Presidente da Mesa da Assembleia Geral da Cooperativa Cultural Popular Barreirense.
  78. PEDRO MESTRE, Arquitecto.
  79. RAFAEL JOSÉ DOS SANTOS LOBATO XAVIER, Presidente do Conselho Fiscal da Cooperativa Cultural Popular Barreirense.
  80. REBECA RIBEIRO DA SILVA,  Advogada.
  81. RITA LELLO, Actriz.
  82. ROGÉRIO PALMA RODRIGUES, Médico Ortopedista do Centro Clínico de Setúbal.
  83. RUI LOPO, Director de Logística, Vereador eleito pela CDU na Câmara Municipal do Barreiro, Dirigente do Conselho Nacional do Partido Ecologista “Os Verdes”.
  84. RUI GARCIA, Presidente da Câmara Municipal da Moita e Presidente da Associação de Municípios da Região de Setúbal.
  85. RUI MIGUEL DA COSTA PINTO, Historiador, Biógrafo de Gago Coutinho.
  86. SOFIA MARTINS, Vereadora eleita pela CDU na Câmara Municipal do Barreiro.
  87. TOMÁS AFONSO NARCISO CRUZ, Piloto e Estudante do 2ºano do curso de Gestão Aeronáutica.
  88. VITOR SILVEIRA, Piloto de Linha Aérea.
  89. WANDA FERNANDES DE FREITAS CANAS FERREIRA, Médica, Professora Jubilada da Universidade Nova de Lisboa e ex Vice-Reitora da mesma Universidade.
  90. ASSOCIAÇÃO BARREIRO-PATRIMÓNIO, MEMÓRIA FUTURO.
  91. ASSOCIAÇÃO DE  MORADORES DA ZONA NORTE DA BAIXA DA BANHEIRA
  92. ASSOCIAÇÃO DE MULHERES COM PATOLOGIA MAMÁRIA.
  93. ASSOCIAÇÃO DE ACÇÃO DE REFORMADOS DO BARREIRO.
  94. ASSOCIAÇÃO DE COLECTIVIDADES DO CONCELHO DO BARREIRO.
  95. ASSOCIAÇÃO DE REFORMADOS PENSIONOSTAS E IDOSOS DE PALHAIS.
  96. CLUBE UNIÃO BANHEIRENSE “O CHINQUILHO”.
  97. COMISSÃO DE MORADORES DO ALTO SEIXALINHO
  98. COMISSÃO DE UTENTES DE SAUDE DA BAIXA DA BANHEIRA
  99. COMISSÃO DE UTENTES DOS SERVIÇOS PÚBLICOS DO BARREIRO.
  100. COOPERATIVA CULTURAL POPULAR BARREIRENSE.
  101. FECTRANS-Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações.
  102. GINÁSIO ATLETICO CLUBE.
  103. GRUPO RECREATIVO UNIÃO PENALVENSE.
  104. OFICIAISMAR- Sindicato dos Capitães, Oficiais Pilotos, Comissários e Engenheiros da Marinha Mercante.
  105. SIMAPEVIP- Sindicato dos Trabalhadores da Marinha Mercante, Aeronavegação, Agências de Viagens, Transitários e Pesca.
  106. SOCIEDADE FILARMÓNICA RECREIO E UNIÃO ALHOS VEDRENSE.
  107. SOCIEDADE DE INSTRUÇÃO E RECREIO “A Voz do Operário”.
  108. UNIÃO DOS SINDICATOS DE LISBOA/CGTP-IN.
  109. UNIÃO DOS SINDICATOS DE SETUBAL/CGTP-IN.
  110. ACÁCIO VAZ PIRES
  111. ÂNDRIA INÊS BAPTISTA PEREIRINHA
  112. ANTÓNIO ANDRÉ
  113. ANTÓNIO MANUEL DO ROSÁRIO
  114. ANTÓNIO MARTINS MOURÃO
  115. ANTÓNIO RODRIGUES COUCEIRO
  116. ARMANDO LOUÇÃO SEQUEIRA
  117. ARMINDO MARTINS FERNANDES
  118. AUGUSTO MIGUEL AGUIAR CUNHA
  119. BARNABÉ JOAQUIM COELHO
  120. BEATRIZ ISABEL OLIVEIRA COSTA
  121. CARLOS JOSÉ ESTEVES GONÇALVES
  122. CARLOS GARRUDO
  123. DANIEL ISIDRO CABRITA
  124. DANIEL ROCHA VENTURA
  125. DANIEL RODRIGUES
  126. DIAMANTINO PATARATA CABRITA
  127. DIANA SILVA
  128. EDUARDO MANUEL VIEIRA PINHEIRO
  129. FAUSTINO DIONÍSIO REIS
  130. FERNANDO LEIRIA
  131. FILIPE LUÍS MOREIRA DE ALMEIDA CARDEIRA
  132. FRANCISCO SANCHO
  133. GILBERTO CORREIA MARÇALO
  134. GRACIETE REVEZ MESTRE VIEIRA
  135. HENRIQUE JOSÉ FELIZARDO CORREIA DOS SANTOS
  136. INÁCIA MARIA CAEIRO LOPES
  137. JAIME MANUEL CARROMEU COSTA
  138. JOÃO FERNANDO SANTOS FERREIRA
  139. JÉSSICA SOFIA CHAÍNHO PEREIRA
  140. JOSÉ ANTÓNIO SEQUEIRA DA ENCARNAÇÃO
  141. JOSÉ MANUEL LOPES FERNANDES
  142. JOSÉ MANUEL DE CARVALHO MORGADO
  143. JOSÉ FERNANDES MARQUES
  144. JOSÉ JOAQUIM MANTA
  145. JÚLIO DE SOUSA DIAS
  146. LEONEL BOLINHAS LOPES
  147. LUCÍLIA DA CONCEIÇÃO NORBERTO
  148. LUÍS MANUEL DOS SANTOS BATISTA
  149. LUISA MARIA PEDROSA OLIVEIRA AMEIXA
  150. MANUEL FERREIRA FERNANDES
  151. MARIA ANTONIETA FORTUNATO BODZIONY
  152. MARIA HELENA SANTOS
  153. MARIA ISABEL TAVARES
  154. MARIA JOSÉ SANTOS BARATA
  155. MÁRIO ALVES MOURA
  156. MÁRIO SOARES
  157. NUNO FILIPE RODRIGUES TÁBUAS
  158. PEDRO ALEXANDRE BARATA SALGUEIRO.
  159. RITA RESENDE FERREIRA MENDES
  160. ROMÃO GONÇALVES ANTUNES
  161. ROSALINA CARMONA
  162. RITA ISABEL NUNES PACÍFICO
  163. RUI MANUEL ANTUNES MARQUES
  164. SARA PATRÍCIA DE OLIVEIRA AMEIXA
  165. VALTER SOEIRO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Siga a Plataforma em:

19 comentários a "Subscritores do Manifesto"

  1. Edite Ferreira | 5 Agosto, 2018 às 21:54 | Responder

    Licenciada em Ciências Farmacêuticas pela Faculdade Farmacia Universidade de Lisboa
    Aluna ppa Aeroclube da Madeira

  2. A instalação da infraestrutura aeroportuária na BA6 como alternativa à Portela constituí um atentado ecológico/ambiental assim como à qualidade de vida das populações limítrofes. Colide com a reserva natural do Tejo e com a reserva agrícola nacional. A opção CTA permitia ganhos a longi prazo. Não ao aerorto no Montijo

  3. Boa tarde, muito obrigado por poder participar nesta “Plataforma Cívica Aeroporto BA6 – Montijo Não”. Concordo e aceito plenamente nas intenções do que se encontra descrito neste Manifesto.
    Abraço de solidariedade a todos,
    Luís Costa

  4. Ricardo Santos Rosa | 11 Setembro, 2018 às 22:52 | Responder

    Boas, eu como jovem estudante e morador na freguesia do Vale da Amoreira, estou contra a opção “Aeroporto no Montijo (Base Aérea nº6)”, porque traz muitas desvantagens para os jovens dos concelhos do Cone de Aproximação, sobretudo dos concelhos do Barreiro e da Moita, visto que irá prejudicar a aprendizagem dos nossos jovens estudantes, sejam do ensino básico, secundário, superior (porque temos a Escola Superior de Tecnologia do Barreiro também no cone de Aproximação) e também do ensino pré-primário. Não só também nas escolas, mas também em outros lugares que os jovens destes concelhos praticam as suas atividades fora do estabelecimento de ensino, seja clubes desportivos, seja escolas de música, ou até parques infantis, entre outros. Posto o meu comentário, eu quero também ser um dos subscritores e apoiar a “Plataforma Cívica Aeroporto BA6 – Montijo Não!”, porque acredito que a opção Aeroporto na CTA, é mais viável e que favorece todas as populações dos nossos concelhos e que permite os nossos jovens consigam estudar e aprender sem prejuízos. O meu obrigado.

  5. CARLOS JORGE ANTUNES DE ALMEIDA | 20 Setembro, 2018 às 11:12 | Responder

    SUBSCREVO NA ÍNTEGRA O PRESENTE MANIFESTO E, ENQUANTO CODADÃO E VEREADOR DA CÂMARA MUNICIPAL DE MONTIJO, MANIFESTO A MINHA ADESÃO A ESTA PLATAFORMA CÍVICA.

  6. SUBSCREVO NA INTEGRA O MANIFESTO – AEROPORTO NO MONTIJO – NÃO !!!

    O GOVERNO NÃO PODE IGNORAR A VONTADE E O INTERESSE DE 400 000 PESSOAS !!!

    FAÇO A MINHA ADESÃO À PLATAFORMA CÍVICA PARA LUTAR CONTRA ESTA ARBITRARIEDADE, DESPOTISMO, AUTORITARISMO PREPOTÊNCIA

  7. Nuno R.M. Pequito | 7 Outubro, 2018 às 20:52 | Responder

    Profundamente contra o aeroporto na BA6 por ser numa área de reserva natural com 150.000 pássaros migratórios, que representam um enorme perigo para os reactores dos 24 voos/hora pretendidos. Este número representa basicamente mais que duplicar a taxa de CO2 dos 63.000 carros/dia da ponte Vasco da Gama.
    Para além disso os aviões estão limitados a A310, e em 7 anos o aeroporto está atulhado.
    Além disso não quero mais PPPs, neste caso com a Da Vinci.
    Sou a favor de Beja em 1° lugar e CTA em 2°

  8. Aeroporto no Montijo não!!!

  9. Pela qualidade de vida , pelo sussego .. Não ao aeroporto Montijo BA6

  10. Pela qualidade de vida , pelo sossego .. Não ao aeroporto Montijo BA6

  11. Concordo com o que encontra descrito no Manifesto “Aeroporto BA6 – Montijo Não”.

  12. Concordo com o que diz o Manifesto
    Aeroporto BA6-Montijo Nao

  13. Carlos Lourenço | 30 Julho, 2019 às 11:04 | Responder

    Claro que é um absurdo avançar com o aeroporto no Montijo, estes policos tem que ser banidos só fazem negociatas a favor deles próprios e não pelo país, na minha opinião o melhor sitio para o um novo aeroporto será em alcochete agora se não á dinheiro mas há claro que á .

  14. Luis Fazendeiro | 24 Agosto, 2019 às 14:53 | Responder

    Venho por este meio chamar a atenção para a consulta pública que se encontra aberta até dia 19 de setembro! Era absolutamente crucial que todas as pessoas que compreendem a aberaação que este aeroporto comercial representa (no meio do estuário do Tejo e numa zona densamente povoada) se manifestassem nesta consulta pública, expressando o seu desagrado e preocupações (Classificador=”Discordância”). Quantas mais participações houverem, menos legitimidade terá o projecto! Eis o link da consulta: https://participa.pt/pt/consulta/aeroporto-do-montijo-e-respetivas-acessibilidades Obrigado e obg à “plataforma cívica BA6 não!” pelo exemplar trabalho cívico que tem desempenhado!!!!

  15. Desde la Red Ciudadana para una Nueva Cultura del Agua en el Tajo/Tejo y sus Ríos (Red del Tajo/Rede do Tejo) también decimos “não” al aeropuerto de Montijo. La ciudadanía ribereña española junto con la portuguesa (mas de 80 colectivos ciudadanos) llevamos más de una década luchando por conseguir una mejor gestión para nuestro río. El Tajo sufre un gran trasvase en cabecera que detrae el 80% de sus aguas (Trasvase Tajo-Segura) + sufre la contaminación de las aguas mal depuradas de Madrid que vierten al Jarama + sufre la voluntad de las empresas hidroeléctricas en el Tajo extremeño y portugués con mas de 400 kms de aguas embalsadas lo que afecta la dinámica de los flujos en el río + sufre contaminación industrial aguas abajo de Cedillo. Por si ello no fuera poco, se ciernen ahora sobre el Tajo 3 proyectos nuevos, a saber Projeto Tejo, la Barragem do Alvito y el aeropuerto de Montijo. En nombre de la ciudadanía española ribereña del Tajo pedimos desde esta “Rede do Tejo” al gobierno de Portugal que reconsidere la idoneidad del proyecto de Montijo y lo descarte. La reserva natural del estuario del Tajo simboliza la poca dignidad que le queda a este río ibérico, le pedimos encarecidamente que no le despoje de ella.

  16. Maria Mendonça | 1 Dezembro, 2019 às 9:56 | Responder

    Apoio inteiramente o vosso movimento cívico contra mais esta arbitrariedade inconsequente dos nossos governantes, que ‘não olham a meios para alcançar os fins’… Não se justifica, senão por interesses algo obscuros, o facto de se colocar em perigo a populaçãolocal,os passageiros, os pilotos, o equilíbrio ecológico da região, havendo alternativas viáveis, mais seguras e que implicam menos custo para o bolso dos contribuintes. Há sempre uma aura de megalomania em torno destas obras e sobretudo uma grande vontade de favorecimento de apoiantes dos partidos em ocasião de eleições. Em minha opinião, nada disto é inocente… E se é, não parece.

  17. Por incompetência o Estado ficou “agarrado” pela Vinci e agora prefere comprometer o futuro para não gastar um tostão numa solução imediata e possível de crescimento sustentado. O paleativo Montijo pode ser custo Vinci, mas será altamente penalizador a médio prazo em termos de acesso aos mercados.

  18. Duarte Reis 19.02.2020. / Français

    Aeroporto no Montijo não!!!

    Um abraço solidário dos amigos da terra

Responder a Ricardo Santos Rosa Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com